quarta-feira, 29 de maio de 2013

Qual o problema de nós mesmos?


O que nós queremos? Acordamos, andamos, trabalhamos, estudamos, comemos, vivemos... Mas o que nós queremos realmente?

Todos querem ser felizes. O ser humano vive em busca da felicidade, mas parece que essa busca nunca acaba. Por que não podemos ser simplesmente felizes? Quem nunca parou pra pensar e se deu conta de que a vida não tomou o rumo que se queria ou esperava?

Quantas pessoas não desfilam pelas ruas com um sorriso disfarçando a vontade sufocada de um grito desesperado que nunca acontece? Sabe aqueles momentos em que você está só e sente um vazio enorme na sua alma? Todos sentem isso... Todos em algum momento da vida sentem isso...

Talvez seja por que sempre queremos mais, ou por que buscamos preencher o vazio da forma errada ou ainda por que não há nada na Terra ou nesta vida que possa preenchê-lo...

Mas acha que a vida liga pra isso? Não sei...


O que sei é que ela apenas segue...al

3 comentários:

Vinicius Sanches disse...

Eu gostaria de opiniões diferentes das minhas...
Quando estamos felizes mesmo que temporariamente a tendencia é que algo nos derrube e quando somos derrubados a vida não satisfeita ela conspira contra nós e vem uma pancada atras da outra exemplo:Ser demitido,terminar o namoro,cair em um buraco,ser assaltado,entre outras.Geralmente quando acontece uma coisa,outra vem logo em seguida,o que vocês pensam sobre isso?

lucas MaGaLhãEss disse...

Poh em um ponto de vista cristão, eu acho que a luta sobre a felicidade ou sobre aquilo que queremos não acaba, creio que estamos aqui para aprender cada vez mais o máximo que pudermos,e o descanso,a hora em que nos pararmos de buscar isso,seria no céu o lugar de descanso ...

sei la é o que eu acho!

Léo Queiroz disse...

Vamos lá então, acho que como seres pensantes e donos de senso crítico estamos sempre a procura da excelência, nada além disso, e com isso sempre nivelamos nossa própria vida de um modo praticamente intangível. Queremos coisas que muitas vezes não estão ao nosso alcance e quando não conseguimos nos debatemos em nossa própria ineficiência como se só através daquilo pudéssemos ser felizes, mas nos esquecemos de ver que durante a jornada para alcançar esses objetivos coisas pequenas e interessantes ocorreram e nós simplesmente as ignoramos por achar que não tinham valor, e é justamente a essas coisas que deveríamos nos ater, uma tarde com os amigos, um sorriso exagerado, uma brincadeira descontraída, um almoço em família, relembrar velhos tempos, são coisas pequenas mas de suma importância. Quanto ao vazio sinto que é algo natural do ser humano ao menos uma vez na vida passar por um momento de introspecção para avaliar se o que se fez até determinado momento é o que realmente se desejava, mas cabe ao mesmo não se deixar levar por esse sentimento, muitos tem muito e não tem nada e muitos não tem nada e tem muito, riquezas não trazem a sonhada felicidade se o espírito for vazio. Muitos tem o que buscam outros não chegam perto, mas não é culpa da vida, já que muitos de nossos atos refletem nosso futuro e o afetam sem que percebamos, só sei que felicidade é questão de opinião e ponto de vista, vida que segue...

Postar um comentário

 

© 2009Danilo Z.F. | by TNB